Blog

Dicas para a Certificação PMP – Fórmulas Técnica Earned Value

Vamos continuar treinando sua memória?. Veja aqui outras fórmulas necessárias para a prova. Utilize as dicas para facilitar a memorização e faça vários exercícios para entender bem o conceito. Continue treinando, treinando e não desista!!.

A técnica Earned Value é um método para medir desempenho de projetos comparando resultados com a linha de base do projeto. A análise de resultados desde o Earned Value indica o desvio potencial do projeto desde a linha de base do tempo e custo. Com este método é possível verificar que um projeto pode estar dentro do cronograma, mas com mais custo do previsto no plano inicial. 

Usar a técnica do Earned Value é o melhor método porque integra custo, tempo e trabalho realizado. Pode ser útil para predizer variações futuras e custo total para a finalização de um projeto.

É um sistema de fórmulas matemáticas que compara o trabalho realizado com o trabalho planejado e mede o custo atual do trabalho executado. 

Siglas utilizadas

 

Nas questões da prova aparecerão várias siglas para identificar os diferentes elementos desta técnica, elas são, a versão antiga em inglês e a versão nova em inglês. Para quem utilizar a tradução em português, verá as siglas antiga e nova em português. A recomendação é que no momento do estudo devem selecionar uma delas, desta forma evitarão problemas. Eu particularmente sugiro a terminologia usada aqui, correspondente a nova versão em inglês, por considerar mais simples o entendimento.

 

PV – Planned Value.

É o valor estimado do trabalho planejado a realizar até uma data determinada.

Por exemplo, se um projeto tem um orçamento de R$ 100.000,00 para realizar em um prazo de 12 meses, então o mês 6 representará o 50% do trabalho do projeto, portanto, o PV para o mês 6 será de R$ 50.000,00.

 

EV – Earned Value.

É o valor planejado do trabalho realmente completado até uma data determinada.

Por exemplo, se um projeto tem um orçamento de R$ 100.000,00 e o trabalho completado em uma data determinada representa o 25% do projeto completo, o EV será de R$ 25.000.

 

AC- Actual Cost.

É o gasto real incorrido para o trabalho realmente completado

Por exemplo, se um projeto tem um orçamento de R$ 100.000,00 e o gasto real até uma determinada data foi de R$ 35.000,00 o AC do projeto é de R$ 35.000,00.

 

BAC – Budget at Completion.

Orçamento total do projeto.

 

A partir destes parâmetros posso fazer os primeiros cálculos. Exemplificando:

 

 

           

 

 

30% realizado

                                                             BAC: R$ 100.000,00

  PV: R$ 25.000,00                                                          

  AC: R$ 35.000,00

  EV: R$ 30.000,00

 

 

                                              

Deduzimos que :

 

EV = BAC x 30% = R$ 30.000,00

CV = Cost Variance = EV – AC = 30.000,00 – 35.000,00 = – 5.000,00

SV = Schedule Variance = EV – PV = 30.000,00 – 25.000,00 = 5.000,00

 

CPI = Cost Performance Index = EV / AC = 30.000,00 / 35.000,00 = 0,857

SPI = Schedule performance Index = EV / PV = 30.000,00 / 25.000,00 = 1,20

 

Apartir destes resultados temos as seguintes informações sobre o projeto:

 

Como o CV é negativo, na data de corte gastamos mais que o planejado.

Como o SV é positivo, na data de corte estamos adiantados no cronograma.

 

Ou seja que:

CV negativo significa que estamos acima do orçamento. 

SV negativo estamos atrasados no cronograma.

CPI menor que 1, significa que o índice de desempenho de custo está ruim.

SPI menor que 1, significa que o índice de desempenho de cronograma está ruim.

 

No nosso exemplo de projeto estamos acima do orçamento, mas adiantados no cronograma.

 

Agora precisamos predizer quanto esperamos gastar ao final do projeto e quanto gastaremos desde a data de corte até o final do projeto, tudo em função do histórico do projeto. As variáveis são:

 

EAC – Estimate at Complete.

Quanto espero gastar ao final do projeto. Ou seja, baseado na experiência do projeto qual será o custo final. Há várias formulas diferentes para calcular o EAC:

 

ETC – Estimate to Complete.

Desde este ponto quanto mais gastarei até o final do projeto.

 

EAC = BAC / CPI é a mais utilizada

EAC = AC + ETC. Actual cost mais a nova estimativa do trabalho restante.

EAC = AC + (BAC – EV). Actual Cost mais o valor restante do trabalho a executar.

EAC = AC + (BAC – EV). Actual Cost mais o orçamento restante modificado                         CPI                   pelo índice de desempenho.

                                 

 

ETC = EAC – AC , ou seja quanto mais gastará o projeto.

VAC = BAC – EAC. Variação at Complete. No final do projeto estaremos acima ou abaixo do orçamento?. Ou seja, é a diferença entre o esperado e o experimentado no projeto.

 

  

                    PV        Hoje                                                       BAC          

|__________________|_______________________________|   Planejado

               

                  AC                                          ETC                              EAC

|__________________|__________________________________|    Realizado

 

                EV = 30%

 

Voltando no nosso exemplo temos que:

 

EAC = BAC / CPI = 100.000,00 / 0,857 = 116.686,11, valor a gastar no final do projeto.

ETC = EAC – AC = 116.686,11 – 35.000 = 81.686,11, valor estimado pendente de gasto.

VAC = BAC – EAC = 100.000,00 – 116.686,11 = – 16.686,11, variação esperada do orçamento até o final do projeto.

 

Dicas para memorizar as fórmulas:

 

1 – SV, CV, CPI, SPI, sempre começam com EV

2 – Variação significa subtração

3 – Índice significa divisão

4 – Menor que 1 é ruim em um índice

5 – Negativo é ruim em uma variação.

6 – Se a fórmula está relacionada a custo, usar AC

7 – Se a fórmula está relacionada a cronograma, usar PV

 

Dicas para a prova:

 

1 – Espere informação a mais nas questões de Earned Value, por exemplo, pede calcular o índice de desempenho do cronograma e informa como variáveis o EV, PV, AC e BAC.

 

2 – Em algumas questões será necessária a utilização das diferentes fórmulas de EAC, combinadas com alguma outra, para obter a resposta. Portanto, memorizar todas.

 

3 – Não precisa levar calculadora, o sistema tem uma calculadora incorporada.

 

 

Novamente deverá treinar a sua memória, não tem outro caminho aqui, use as dicas de memorização, além de um bom entendimento do conceito e muita prática.

Boa sorte!!! 

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

12 comentários em “Dicas para a Certificação PMP – Fórmulas Técnica Earned Value”

  1. Jorge Silveira Lopes

    Acabei de ter acesso ao glossário e às fórmulas, no curso da Pós-Graduação que frequento e as dicas apresentadas já estão incorporadas ao meu acervo de estudos, com muito proveito, certamente.

    Muito obrigado pelo altruísta partilhar do conhecimento.

    Um forte abraço e continuado sucesso, sempre!

  2. Estou terminando um curso preparatório PMP, e tudo que vi nesse curso, fica mais claro e fácil de entender com esse material, postado aqui.

    Parabéns pelo conteúdo.

  3. No parágrafo:
    “No nosso exemplo de projeto estamos acima do orçamento mais adiantados no cronograma.”
    deve-se apor uma vírgula após a palavra orçamento, seguida da palavra correta “mas” (e não “mais”!) para que a frase tenha sentido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima