Blog

A Liderança como processo e não como posição

Liderança, Gestão de Projetos FIXE, Metodologia Ágil

Por Maria Angélica Castellani 

Por que a liderança é importante?

Porque determinará seu sucesso ou seu fracasso.  Aprender a liderar melhor é fundamental para ter um impacto positivo no mundo.

John C. Maxwell no seu livro, os 5 níveis da liderança conta que seu método para a evolução da liderança, testado e praticado, já foi aplicado para formar e transformar líderes em diferentes tipos e tamanhos de empresas. Foi aplicado em mais de 120 países em todo o mundo.

O método consiste em como transitar esses 5 níveis, explica quais são os fatores positivos e negativos de cada um, os melhores comportamentos, as crenças que ajudam aos líderes a transitar para o nível seguinte e a ligação entre esse nível e as Leis da Liderança.

A seguir compartilho um resumo com algumas características de cada nível.

NÍVEL 1 – POSIÇÃO   (Direitos – As pessoas seguem o líder porque a isso são obrigadas)

Esta posição é o nível básico, o mais baixo da liderança. A única influência que um líder por posição tem é aquela que vem com o cargo que ocupa. Neste caso, as pessoas seguem o líder porque a isso são obrigadas. A liderança no Nível da posição tem por base os direitos outorgados pela posição e não pelo cargo. Não há nada de errado em manter uma posição de liderança, mas um líder usar a sua posição para as pessoas o seguirem é, no mínimo, incorreto. A posição é um mau substituto da influência.

As pessoas que não passam do nível 1 podem ser chefes, mas nunca líderes. Tem subordinados, não membros de equipes. Utilizam regras, regulamentos, procedimentos e organogramas para controlar sua equipe, que seguirão os líderes unicamente dentro dos limites estabelecidos da sua autoridade e farão apenas aquilo que lhes compete. Quando os líderes por posição pedem um esforço extra ou tempo, dificilmente conseguem.

Os líderes por posição tem certas dificuldades em trabalhar com pessoas altamente qualificadas, pois não têm influência, e esse tipo de profissionais tem tendência a ser mais independente.

A posição é o único nível da liderança que não requer aptidão ou esforço. Qualquer pessoa pode ser nomeada para uma posição.

NÍVEL 2 – PERMISSÃO  (Relações – As pessoas seguem o líder porque querem).

O Nível 2 está baseado totalmente nas relações. No nível da permissão, as pessoas seguem o líder porque querem. Quando o líder gosta e as trata como indivíduos com valor, começa a desenvolver influência. Estabelece laços de confiança. O ambiente torna-se bem melhor, em casa, no trabalho, num jogo ou num voluntariado.

A prioridade do líder no nível 2 não é manter a sua posição, mas sim conhecer o seu pessoal e descobrir a melhor forma de lidar com eles. Os líderes descobrem quem são as pessoas que trabalham para ele, os seguidores descobrem quem é o líder, e daí nascem relações sólidas e duradouras.

É possível gostar das pessoas sem as liderar, mas é impossível liderar bem sem gostar das pessoas.

NÍVEL 3 – PRODUÇÃO  (Resultados – As pessoas seguem o líder pelo que fez pela organização)

Os líderes não se limitam a criar um ambiente de trabalho agradável. Mexem-se! E é justamente por essa razão que devem passar para o Nível 3, que assesta nos resultados. No Nível da Produção, o l;der ganha influência e credibilidade, e as pessoas começam a segui-lo pelo que fez pela organização.

Começam a acontecer muitas coisas boas quando os líderes chegam ao nível 3. Aparecem resultados, o estado de espírito do pessoal melhora, os lucros sobrem, a rotatividade desce e as metas são alcançadas. É aqui que se começa a ganhar impulso.

Neste nível, liderar e influenciar outros torna-se divertido. É certo e sabido que o sucesso e a produtividade resolvem muitos problemas. Neste nível os líderes se tornam agentes de mudança. Resolvem problemas complicados, tomam decisões difíceis e levam as pessoas a atingir um nível superior de eficiência.

NÍVEL 4 – DESENVOLVIMENTO DO PESSOAL (Reprodução – As pessoas seguem o líder pelo que fez por elas, a título pessoal)

Os líderes se tornam poderosos, não pelo poder que possuem, mas por poderem ampliar os poderes dos outros. É isso que os líderes fazem no Nível 4: usam a sua posição, as suas relações e a sua produtividade para investir nos seus seguidores e para conseguir desenvolver eles próprios, até se tornarem novos líderes.

A Produção pode ganhar jogos, mas é o Desenvolvimento do Pessoal que ganha campeonatos.

No Nível 4 acontecem duas coisas importantes. A primeira, o trabalho em equipe atinge um nível mais elevado, pois o forte investimento nas pessoas aprofunda relações, ajuda aos participantes do time a se conhecer melhor e fortalece a lealdade. A segunda é que o desempenho do pessoal melhora, pois há mais líderes na equipe que ajudam a melhorar o desempenho de todos os membros.

Os líderes do Nível 4 mudam as vidas das pessoas que lideram. Da mesma forma, as pessoas seguem os líderes pelo que os líderes fizeram por elas a título pessoal, e as suas relações duram, as vezes, uma vida inteira.

NÍVEL 5 – PINÁCULO  (Respeito – As pessoas seguem o líder pela pessoa que é e pelo que representa)

Este é o nível mais elevado e mais difícil da liderança. O nível 5 não só requer esforço, perícia e intencionalidade, como um enorme talento. Somente os l;lideres natos atingem este nível. O compromisso é formar líderes de Nível 4.

Se os líderes forem respeitadores, agradáveis e produtivos, conseguem estabelecer um grau de influência com os outros e ganhar seguidores com relativa facilidade. Formar seguidores para, eles próprios liderarem, é difícil. A maioria dos lideres não faz isso, pois é mais trabalhoso do que liderar seguidores.

Formar líderes até este chegarem ao ponto em que se sentem capazes e dispostos a formar outros líderes é o mais complicado de tudo. Porém, os líderes de Nível 5 desenvolvem organizações de Nível 5, criam oportunidades que outros líderes não criam. O que fazem origina um legado. As pessoas seguem o líder pela pessoa que é e pelo que representa. Ou seja, a sua forma de liderança ganha uma boa reputação. Desse modo, os líderes de Nível 5 transcendem muitas vezes a sua posição, a sua organização e, por vezes, a sua indústria.

Referência: Os 5 Níveis da Liderança (de John C. Macwell)

Sobre o Autor

Maria-Angelica-CastellaniMaria Angélica Castellani, PMP, CSM, CSD. Formada em Computação Científica pela Universidade Nacional de La Plata, Argentina, com MBA em Gerenciamento de Projetos e MBA em Negócios Internacionais, ambas pela FGV.  Atua há mais de 20 anos em gerenciamento de projetos, melhoria de processos e implantação de PMO. Diretora da empresa FIXE Consulting & Training desde 1999. Palestrante nacional e internacional (Mercosul). Professora de Gestão de Projetos em várias Instituições. Co-autora do Livro Gestão de Projetos: Teoria, Prática e Tendências da Editora Elsevier, 2014.

 

Gostou?? Compartilhe!!

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima