Blog

Medidas, Métricas, Indicador, KPI, o que é cada um?

Por Maria Angélica Castellani 

Medição como atividade humana não é nova. Surgiu na história primitiva como um meio para a descoberta e produção de conhecimento. Não vou focar agora na evolução até a atualidade, isso será assunto de outra matéria. Quero transmitir aqui os conceitos básicos para permitir um melhor entendimento do que é a Gestão por Indicadores.

Em muitos domínios da atividade humana, o uso de ferramentas é essencial para a obtenção de resultados. Medição e avaliação não são nenhuma exceção, sendo equipados com ambas as ferramentas, conceituais e físicas. Do primeiro grupo, no núcleo de qualquer medição de desempenho e sistema de gestão, correspondem as medidas, métricas, indicadores ou KPIs utilizados.

A literatura académica e profissional utiliza estes termos, mas não sempre com a mesma e exata definição.

A primeira pergunta que da origem a todo este raciocínio é: Por que precisamos medir? Uma resposta interessante foi dada pelo físico-matemático e engenheiro britânico Lord Kelvin (1824-1907): “Quando você pode medir o que você está falando, e expressá-lo em números, você sabe algo sobre isso; mas quando você não consegue medir, quando você não pode expressá-lo em números, o seu conhecimento é algo frágil e insatisfatório: é talvez o princípio do conhecimento.”

Resumo a seguir algumas definições, que considerei claras e objetivas, para você entender melhor esses conceitos.

Medida 

Conforme Douglas Hubbard, “a mensuração é um conjunto de observações que reduzem a incerteza quando o resultado é expresso como uma quantidade.”

Medida é um número ou uma quantidade que registra um valor ou o desempenho diretamente observáveis. Todas as medidas são compostas de um número e uma unidade de medida. O número fornece magnitude (quanto) para a medida, enquanto a unidade dá um significado ao número (o que). Exemplos de medidas de unidade são: reais, horas, metros, temperatura, distância, etc.

Segundo o BPM CBOK, versão 3.0: “Medida é a quantificação de dados em um padrão e qualidade aceitáveis (exatidão, completude, consistência, temporalidade).”

Harold Kerzner diz que “uma medida é uma variável a que uma quantidade é atribuída para representar um ou mais atributos. Uma medida é o resultado de uma medição. Medidas típicas incluem, mas não estão limitadas a métricas, indicadores, ou indicadores-chave de desempenho.” Ou seja, a medida representa um dado.

Métrica 

Já para a definição de Métrica, podemos resumir como:

Métrica, é um termo genérico que engloba a base quantitativa, através da qual os objetivos são estabelecidos e o desempenho é avaliado. Ela ajuda a quantificar a consecução de um resultado.

Uma métrica é um sistema de mensuração que quantifica uma tendência, uma dinâmica ou uma característica. Em todas as disciplinas, os praticantes usam métricas, são usadas para explicar fenômenos, diagnosticar causas, compartilhar descobertas e projetar os resultados de eventos futuros, (Neil Bendle).

Ou seja, não existem pesquisas e conclusões científicas que não utilizem métricas.

A definição do BPM CBOK, diz que: “Métrica é uma extrapolação de medidas, isto é, uma conclusão com base em dados finitos.”

Ou seja, a métrica representa uma informação. É possível realizar um cálculo entre duas variáveis (relação de duas medidas) para obter o valor da métrica. Por exemplo a quantidade de não conformidades identificadas em um lote de produção, a métrica seria o resultado do cálculo: Quantidade de não conformidades / quantidade total do lote.

Indicador 

Os indicadores são definidos de várias maneiras, mas o senso comum de todos eles é que eles se referem a informações específicas. Assim, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) define um indicador como “um fator ou variável qualitativa ou quantitativa que fornece um meio simples e confiável ​​para medir a realização, para refletir as mudanças ligadas a uma intervenção, ou para ajudar a avaliar a performance de um determinado fato.”

Já para Kerzner, um indicador é uma medida que fornece uma visão de um requisito de informação e apoia a tomada de decisão. Há indicadores simples e complexos. Indicadores simples consistem em uma única medida. Indicadores complexos consistem em várias medidas simples usadas dentro de uma fórmula ou algoritmo.

De acordo com o BPM CBOK, “Indicador é uma representação de forma simples ou intuitiva de uma métrica ou medida para facilitar sua interpretação quando comparada a uma referência ou alvo.”

KPI – Key Performance Indicator 

Um indicador considerado chave é aquele selecionado para monitorar o desempenho de um objetivo estratégico, resultado, ou resultado chave de uma área importante para o sucesso de uma atividade e crescimento global da organização. KPIs quantificam objetivos, proporcionando visibilidade sobre o desempenho de indivíduos, equipes, departamentos e organizações e permitindo que os tomadores de decisão possam tomar medidas para alcançar os resultados desejados.

Conforme Kerzner, o termo “métrica” é genérico, enquanto “KPI” é específico. O KPI é uma métrica que mensura o quão bem a organização ou um indivíduo executa uma atividade operacional, tática ou estratégica que é crítica para o sucesso atual e futuro da organização.

Então aqui devem ser consideradas variáveis adicionais além da própria métrica para compor um KPI. Essas variáveis são, a meta onde devemos chegar para atingir o sucesso, o prazo em que devemos chegar, quais são as ações que farão possível evoluir para a meta definida, e um orçamento para dar suporte às ações e aos projetos prioritários e suficientes para atingir essas metas.

Como conclusão, para definir e implantar um sistema de Gestão por Indicadores, é importante entender esses conceitos, pois ajudarão a estruturar melhor o conjunto de indicadores que orientem para atingir os objetivos esperados.

Recentemente elaborei um e-book onde explico um método que poderá ajudar nos primeiros passos na Gestão por Indicadores. Esse e-book é gratuito e está disponível para download neste mesmo site.

ebook01

 

Próximo webinar gratuito: O Impacto da Estratégia e da Governança Corporativa no PMO . Não falte! 22-06 às 20h (1 PDU).

Sobre o Autor

Maria-Angelica-CastellaniMaria Angélica Castellani, PMP, CSM, CSD. Formada em Computação Científica pela Universidade Nacional de La Plata, Argentina, com MBA em Gerenciamento de Projetos e MBA em Negócios Internacionais, ambas pela FGV. Especialista em Change Management e em Gestão Estratégica do Conhecimento. Atua há mais de 20 anos em gerenciamento de projetos, melhoria de processos e implantação de PMO. É sócia diretora da empresa FIXE Consulting & Training desde 1999. Palestrante nacional e internacional (Mercosul). Professora de Gestão de Projetos em várias Instituições. Gerente Voluntária do Programa da Revista Eletrônica do PMI-SP (e-news), desde 2008. Co-autora do Livro Gestão de Projetos: Teoria, Prática e Tendências da Editora Elsevier, 2014.

 

Bibliografia 

ABPMP. BPM CBOK®, versão 3.0

Douglas W. Hubbard. Como mensurar qualquer coisa. Encontrando o valor de que é intangível nos negócios.

Falconi, Vicente. Gerenciamento pelas diretrizes.

Bendle N.; Farris P.; Pfeifer P.E.; Reibstein D.J. Marketing Metrics: The Manager’s Guide to Measuring Marketing Performance.

Kerzner H. Project Management Metrics, KPIs and Dashboards. A Guide to measuring and Monitoring Project Performance.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Organização_para_a_Cooperação_e_Desenvolvimento_Económico

 

Gostou?? Compartilhe!!

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

3 comentários em “Medidas, Métricas, Indicador, KPI, o que é cada um?”

  1. Olá Maria Angélica;

    Parabéns pelo excelente artigo e didática na explicação.
    Considero sua explicação uma das melhores sobre o tema.

    Obrigado;

  2. Alcides Pereira Leite Filho

    Prezada Maria Angélica,

    Muito obrigado pelo seu e-book sobre Indicadores, não poderia ser melhor. Estou iniciando a ministração do Componente Tecnológico, denominado “Gestão Estratégia de Resultados”, e acredito que será de muita utilidade.

    Atenciosamente,

    Prof. Alcides Pereira Leite Filho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima