Blog

Transformação Digital, papel e desafios do Gestor de Projetos

Por Eneida Xavier

Bem-vindo à era da transformação digital!

Estamos na era social onde as tendências e os acontecimentos das mídias sociais moldam nossa realidade.

A transformação digital não está apenas mudando nossas vidas, a vida das empresas, também.

Ela não é apenas uma mudança, são várias mudanças que irão criar a transformação. Não é sobre a tecnologia em si, é sim, sobre inovação e eficiência de negócios, sobre como melhorar o negócio para que ele prospere nessa era digital.

A transformação das empresas significa a mudança de processos, da comunicação, do marketing, das vendas, da gestão, do atendimento ao cliente, da cultura, e isso somente acontece com a transformação das pessoas. A tecnologia é usada como suporte para fazer acontecer, mas a transformação mais profunda deve ser criada e mantida por pessoas.

A transformação digital está modificando os processos de gestão e entrega de projetos. Os projetos de inovação nesta era digital não podem mais seguir o mesmo ritmo, com as mesmas metodologias e ferramentas. Para atingir os melhores resultados, a velocidade e a flexibilidade são fundamentais, de modo que os gerentes de projetos devem compreender a transformação digital como sendo uma competência básica para a organização, adaptar suas abordagens, engajar seu time dando-lhe a dinâmica necessária para atingir o sucesso e garantir maior ROI para as organizações.

O primeiro e mais importante passo em direção à transformação digital para uma empresa é definir claramente qual é a perspectiva de futuro, seu portfolio de projetos relevantes e as ações que contribuem diretamente para o alcance dessa transformação.

Você, gerente de projetos, deverá estar pronto para abraçar um novo tipo de gestão, com uma liderança baseada em mudanças, diversidade de perfis, trabalho em equipe mais intenso e maior transformação individual do que antes. Uma visão holística dos projetos e objetivos bem definidos, será de vital importância. Ou seja, como gerente de projetos, deverá entender o todo e fazer o que tiver de ser feito para entregar os resultados esperados. Terá que entender os processos de gestão de projetos e saber construir artefatos para viabilizar a execução destes processos. Ter uma visão holística é portanto uma competência intrínseca aos gerentes de projetos que devem considerar todos os aspectos relacionados à execução de um projeto.

Nesse cenário, um novo tipo de líder está surgindo, o “Líder digital” que reúne uma poderosa combinação de habilidades para navegar com segurança no cenário tecnológico em rápida evolução.

Várias características-chave, centradas na orientação operacional, qualidades de liderança e maneiras de trabalhar, são críticas para  líderes digitais efetivos . Estes incluem ser implacavelmente centrado no cliente, visionário, adaptativo e ágil, comercial, orientado a dados, aberto, curioso e inovador. Os líderes agora devem assumir cada vez mais o papel de colaborador ou co-criador.

Quais são as habilidades e capacidades de líderes de transformação digital bem sucedidos?

Colaboração

  • Ter capacidade de trabalhar bem com outras equipes em todo o negócio.

Articulação / Apresentação

  • Saber articular ideias digitais e possuir capacidade de apresentação persuasiva de Ideias.

Empatia

  • Ter empatia com outras funções, partes interessadas e com as necessidades do cliente.

Adaptabilidade

  • Abraçar a incerteza, estar confortável com mudanças.

Criatividade / Pensamento Lateral 

  • Fazer conexões entre diversas ideias, conceitos, dados, para originar novas ideias.
  • Ter pensamento desafiador.

Ação-orientada 

  • Inclinação para ação.

Apaixonado

  • Ter fome e paixão pela aprendizagem contínua e abraçar mudanças.

Curiosidade

  • Estar disposto a explorar novas ideias, conceitos interessantes, ser intelectualmente curioso.

 

A era digital traz novos desafios e oportunidades aos líderes. Tanto as mudanças rápidas na tecnologia como o volume de ruptura sem precedentes exacerbam a necessidade de uma excelente liderança.

Agilidade, velocidade, adaptação contínua e prazer.

Mas, para atingir esses objetivos, um projeto de transformação não pode ser gerenciado da mesma forma que um projeto “tradicional”. Projeto, Métodos de trabalho e governança apresentam suas próprias particularidades. Mais especificamente, a agilidade é necessária não apenas em processos e métodos, mas também em organização. E o papel do gerente precisa ser reconsiderado.

A transformação digital não acontece sem uma transformação de práticas de trabalho e métodos de gestão de projetos. A interação com o cliente mais frequente, a capacidade de compartilhar rapidamente informações, assegurando confiabilidade, é um requisito básico.

O gerente, agora é mais um condutor orquestal do que um supervisor e especialista, libera  canais de energia a equipe para expandir inteligência coletiva e melhorar a eficácia.

A transformação digital quando feita corretamente resultará em um negócio mais alinhado com as demandas dos clientes e resiliente no futuro digital em movimento rápido.

Sobre o Autor

Eneida EngelbrethEneida Xavier Engelbreth. Arquiteta. Cursou MBA em Gestão de Projetos na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Possui Certificação Scrum Master pela Scrum Alliance. Consultora em Gestão de Projetos e Processos. Possui experiência como Gerente de Programa e Projetos de Tecnologia no ITAUBBA, Gerente de Projetos do PMO na CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Gerente de Projetos em Consultoria para o PMO do Bradesco; Gestão da qualidade e Processos no PMO do CITIBANK. Docente de pós-graduação em Gerenciamento de projetos.

 

Gostou?? Compartilhe!!!

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima