Blog

O que é o OKR?

OKR Objectives And Key Results

Saiba o que são os OKRs

OKR significa Objetivos and Key Results, é uma metodologia de gestão de metas que ajuda as empresas a implementar uma estratégia. Os benefícios desta metodologia incluem melhor foco, maior transparência e alinhamento. As empresas conseguem organizar as equipes e seu trabalho para atingir as metas definidas.

Um OKR consiste num objetivo, que define uma meta a ser alcançada, e até 5 Key Results, que medem o progresso em direção ao Objetivo. Não existe uma fórmula de utilizar o OKR, mas existem conceitos que podemos considerar como regras que ajudam as equipes a priorizar, alinhar, focalizar e medir o resultado do trabalho que fazem.

O OKR permite comunicar a estratégia da empresa de forma acionável e mensurável. Permite que a comunicação flua, criando o alinhamento e a motivação necessária para que as equipes trabalhem juntas através de uma gestão ágil de desempenho. De uma forma simples e flexível podemos dizer que o OKR trabalha a gestão de performance das empresas.

 

O Início dos OKRs

A OKR tem uma longa história que pode ser rastreada até 1954, quando Peter Drucker inventou o MBO ou Management by Objectives. Em 1968, Andy Grove co-fundou a Intel e, enquanto CEO da Intel, desenvolveu o MBO no modelo OKR que se conhece hoje.

Em 1974, John Doerr se juntou à Intel e absorveu o conhecimento dos OKRs enquanto permaneceu na empresa. Doerr juntou-se à Kleiner Perkins Caufield & Byers, um dos primeiros grandes investidores da Google. Doerr apresentou o OKR aos fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, que implementaram o OKR no Google, ainda hoje é utilizado. 

 

Os benefícios dos OKRs

  1. Impacto no negócio

Pesquisas atuais demonstram que, ao comparar empresas que usaram o OKR com aqueles que não o fizeram, aqueles que o usaram se mostraram muito mais eficientes, resultando em melhor desempenho e aumento nas vendas.  

  1. Alinhamento Estratégico

A OKR ajuda gerentes e equipes a alinhar o trabalho que fazem, garantindo que todos na organização estejam se movendo na mesma direção. 

  1. Execução Focada

A OKR ajuda a se concentrar apenas no que é mais importante, priorizando exclusivamente o trabalho que tem o maior impacto nos negócios. 

  1. Equipes engajadas

As pessoas alcançam resultados notáveis ​​quando estão envolvidas com um objetivo. O OKR ajuda a comunicar e executar a estratégia de uma forma que todos entendam. 

  1. Benefícios para a Cultura Organizacional

O maior impacto do uso de OKR na maioria das organizações sem o gerenciamento de metas já em vigor, ou aqueles que se concentram apenas em métricas e KPIs, é uma mudança cultural de equipes orientadas para os resultados.

Os OKRs criam foco, transparência e alinhamento para todo o trabalho em uma organização. Esses três fatores combinam e levam a um maior engajamento das equipes.

 

Preparando-se para os OKRs

Antes de começar a usar o OKR, é importante ter uma compreensão clara do desafio que você deseja resolver ou, em outras palavras, do Objetivo de negócios que você espera que o OKR ajude a alcançar.

Para a maioria das organizações, o OKR resolve o desafio de executar a estratégia de negócios de uma forma clara para todas as equipes, transparente e mensurável. 

Para ter sucesso, a implementação e o gerenciamento dos OKRs devem ter um owner dentro da organização. Essa pessoa é geralmente chamada de “Embaixador” e o papel é garantir que todos os que construirão e alimentarão os OKRs sejam treinados, engajados e tenham ajuda e orientação contínuas.

O OKR é uma estrutura, mas também é um processo de aprendizado que geralmente envolve uma mudança fundamental nas pessoas, que pensam e medem o trabalho que fazem, passando de um foco na produção para um foco nos resultados.

A estrutura de um programa OKR pode ser dividida em 4 níveis; dois níveis que cobrem a estratégia e dois níveis que cobrem a execução.

 

Como definir os OKRs 

Os OKRs são geralmente criados seguindo uma cadência de dois períodos, trimestral e anual, o que simplifica a adoção da estratégia organizacional e sua conversão em Objetivos da Empresa.

As equipes seguem a mesma cadência trimestral que a definição das metas. Isso permite ciclos de revisão mais curtos e facilita que as organizações mudem de direção se as táticas não estiverem impulsionando o progresso em direção aos OKRs da empresa para o ano. 

 

Componentes dos OKRs 

Os OKRs tem três componentes: Objetivo, Key Results e Iniciativas. 

Objetivo: é uma descrição de um destino a ser alcançado no futuro. Um Objetivo define uma direção clara e fornece motivação. Um Objetivo pode ser considerado como um destino em um mapa. Significa “Onde eu quero ir?” e define uma direção clara.

Key Results: é uma métrica com um valor inicial e um valor-alvo que mede o progresso em direção a um Objetivo. Um Key Results é como um GPS com uma distância que mostra quão perto você está do seu Objetivo. Significa “Como eu sei se estou chegando lá?” e mostra como você está progredindo em direção ao seu objetivo.

Iniciativa: é uma descrição do trabalho que você fará para influenciar um Key Results. Se um objetivo for o seu destino e um resultado-chave mostrar a distância a percorrer, uma iniciativa descreve o que você fará para chegar lá (pegar um carro, entrar em um barco, etc.). Significa “O que eu vou fazer para chegar lá?” e descreve o que você fará para influenciar seus principais resultados. 

 

Quer saber mais sobre OKR? 

 Assista ao webinar gravado: 

 

OKR + Agile: Como potencializar a agilidade organizacional 

 

Conclusão

O objetivo principal dos OKRs é criar um procedimento para a geração de valor em qualquer empresa, indiferente de tamanho ou setor, de uma forma sustentável.  Para as equipes envolvidas permitirá desenvolver uma visão transparente e alinhada que facilitará a definição de prioridades e alimentará a colaboração. O propósito fundamental é que todos entendam a estratégia de uma forma simples e possam gerar a sinergia necessária para entregar resultados de valor. 

 

Maria Angélica CastellaniMaria Angélica Castellani. Formada em Computação Científica pela Universidade Nacional de La Plata, Argentina, com MBA em Gerenciamento de Projetos e MBA em Negócios Internacionais, ambas pela FGV.  Certificações PMP, CSM e CSD. Atua há mais de 25 anos em gerenciamento de projetos, melhoria de processos e implantação de PMO. Diretora da empresa FIXE Consulting & Training desde 1999. Palestrante nacional e internacional (Mercosul). Professora de Gestão de Projetos em várias Instituições. Co-autora do Livro Gestão de Projetos: Teoria, Prática e Tendências da Editora Elsevier, 2014. 

Perfil no Linkedin

 

Gostou?? Compartilhe!! 

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima