Blog

Por que a definição de sucesso em projetos mudou?

Em muitos projetos o verdadeiro valor do negócio é percebido pelos stakeholders muito tempo depois. Conheça o projeto da Opera House de Sydney e saiba por quê.

Você conhece a história do projeto de Construção da Opera House de Sydney?

A Opera House (1957 – 1973) é uma construção excepcional preparada para espetáculos de ópera e de teatro. É um dos edifícios mais destacados a nível mundial, sua criatividade na arquitetura e design estrutural o caracteriza como a obra arquitetônica do século XX. Foi construído em Sydney, na Austrália.

A gestão desse projeto não foi tão excepcional assim. Teve um custo 3.000% acima do previsto e o gerente do projeto foi demitido antes de concluir a obra. Nesse momento, vários stakeholders comentaram que o valor percebido inicialmente foi perdido e sugeriram cancelar o projeto. Mas a obra continuou.

O arquiteto responsável foi Jorn Utzon (1918 – 2008), da Dinamarca, participou no projeto desde 1960 até 1966, quando foi demitido. Após a demissão nunca voltou para ver sua obra finalizada.

A Opera House, realiza 1600 espetáculos por ano com 1 milhão e meio de espectadores e recebe a visita de 7 milhões de turistas por ano. Impressiona por seu moderno estilo arquitetônico. Construído entre o porto e o mar e rodeado de jardins, representa um ícone da cidade. Seu desenho é similar a um imenso velero, como homenagem as fragatas da frota inglesa que descobriram a Austrália em 1770.

A Opera House tem 185m de cumprimento e 120m em sua parte mais larga. A estrutura está composta de 2.194 peças pré-fabricadas de concreto e seu teto revestido com 1 milhão de cerâmicas com efeito luminoso em qualquer hora do dia.

Possui 5 teatros, 2 salas e 5 salas estudo. As principais são o Concert Hall com capacidade para 2.600 pessoas, o Theatre Ópera para mais de 1.500 espectadores, o Drama Theatre com capacidade para 544 pessoas, o Playhouse, uma sala para concertos para 400 espectadores e o Studio Theatre, com 364 assentos. Todas as salas têm excelente visual e acústica.

Mas o custo elevado da sua construção e a extensão do prazo fez que na sua inauguração, em 1973, o projeto fosse considerado um fracasso nos itens organização e financeiro, sendo sucesso somente como produto.

Ao longo dos anos esta percepção mudou. Após cinco anos da sua inauguração, os itens anteriores de fracasso foram classificados como sucesso.

Por isso, é importante considerar durante todo o projeto o verdadeiro valor do negócio. Atualmente a Opera House está considerada como projeto altamente bem-sucedido, a ponto que em 2007 foi declarado pela UNESCO Patrimônio da Humanidade.

Ou seja, como neste exemplo, o verdadeiro valor do negócio foi percebido pelos stakeholders muito tempo depois, e ficaram cientes que ter cancelado o projeto prematuramente poderia ter sido um enorme erro.

Embora decisões desse tipo e nesse cenário são claramente difíceis ao extremo, sempre devem ser considerados: os valores atuais e os futuros do negócio, o valor percebido pelos stakeholders, os clientes, os fornecedores e os riscos existentes, acompanhados de um alto nível de liderança e gerenciamento avançado.

O Guia Project Management Body of Knowledge (PMBOK® Guide)  5º Edição, refere-se pela primeira vez ao Business Value e o qualifica como “um conceito que é único para cada organização. O valor do negócio é definido como o valor total do negócio, sendo a soma total de todos os elementos tangíveis e intangíveis. Exemplos de elementos tangíveis incluem ativos monetários e equidade das partes interessadas. Exemplos de elementos intangíveis incluem a boa vontade, o reconhecimento da marca e o benefício público.”

Portanto, a gestão de programas e portfólio, incide significativamente sobre os resultados de sucesso dos produtos ou serviços gerados. São os projetos desses programas e portfólio que conduzirão para atingir objetivos, para cumprir a estratégia organizacional, e, principalmente para alcançar a realização do valor do negócio de forma eficaz.

Como está proibido filmar e tirar fotos no interior da Opera House, a informação acessível é limitada.

Para saber mais sobre a Opera House:

  • IMPERDÍVEL!! Assista o vídeo realizado pelo Matutino Films Pty Ltda. em 2011, comentado pelo jornalista chileno Alfredo Ugarte. Um belo passeio pelo interior e exterior da obra. Em espanhol. (Como o vídeo está bloqueado para compartilhar você deverá copiar e colar no seu navegador).

  • Veja aqui as fotografias maravilhosas e um tour 360º:

http://www.brukutu.com/2012/02/sydney-opera-house.html

Se antecipe aos resultados através de uma gestão de indicadores e KPIs

banner_articulo_04 KPI

 

 

PMBOK é marca registrada do Project Management Institute, Inc.

Fonte imagem :  Wikimedia Commons

Gostou?? Compartilhe!!

 

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Publicações

Categorias

_

Tags

Rolar para cima